Projeto Atravessamentos

Capítulo 1 - Submersivo (Trailer)

O gigante acordou, foi pra rua e gritou: Vai para Cuba! A Michele Louise Schiocchet foi. Embarcou no dia 22 de dezembro de 2017 portando 18 envelopes nas cores azul e vermelho, cujo lacre levava a insígnia do poder americano: sua moeda, no caso, a de 5 cents, por falta de outra. Dentro de cada envelope, uma proposição para cada dia de permanência no país como: Colocar barquinhos no mar na direção dos EUA e ver se a maré os leva ou os devolve; Encontrar um cubano disposto a fazer um discurso favorável ao socialismo e outro contrário. Registrar seus discursos; Passar o dia gastando apenas o proporcional ao salário cubano. A princípio, nos interessávamos em perceber, no comportamento das pessoas, algumas nuances relacionadas à obediência– constituição da noção de massa a partir de uma figura de liderança –; desobediência – insurgência a poderes operantes; privilégios e antagonismos no sistema socialista; e questionar noções de governabilidade dos corpos.

Ambiguidades e complexidades de posicionamentos políticos em Cuba nos fizeram olhar para as idiossincrasias do conturbado processo político brasileiro, principalmente no contexto eleitoral do ano de 2018. Pressões, agressões, morte de pessoas conhecidas e ameaças fascistas deram visibilidade ao quanto populações de países inteiros podem ser manipuláveis. Percebemos também a determinância do cerceamento da liberdade para a eleição de grandes líderes (heróis que nos salvam do inimigo).

Observamos as ondas (no sentido literal e figurado) e o quanto a capacidade de imaginação e autonomia pode ser afogada no vai e vem dessas ondas. Essas percepções se desdobraram em três perspectivas de ação: uma vinculada à idealização, desejo e projeção; outra ao esforço e colapso; e outra ao delírio e amortecimento. As ações se dão em uma composição videográfica que contém imagens das proposições realizadas em Cuba por Michele e de proposições experimentadas em movimento por nós duas no Brasil.

Fotografias da incursão no ambiente cubano e de desdobramentos compositivos que aconteceram no processo desses materiais são expostas como possibilidade de convidar a audiência a realizar uma viagem, além mar, para o futuro que se imagina. 

 

Milene Duenha e Michele Schiocchet

Coletivo Mapas e Hipertextos